segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Primeira revolta contra tarifa foi em 1956


Os protestos por um transporte coletivo democratizado estão em evidência nos últimos anos. O que pouca gente sabe é que a primeira manifestação estudantil relativa ao transporte coletivo ocorreu há 51 anos, no Rio de Janeiro. A informação foi coletada no saite Projeto Memória.

Na época, o transporte era feito por bonde. O aumento na tarifa levou milhares às ruas, e as manifestações eram levadas pela União Nacional dos Estudantes (UNE). O texto revela uma tendência comum hoje: a aproximação do movimento estudantil insitucional com o poder. Na ocasião da "Revolta do Bonde", o presidente Juscelino Kubitscheck interviu junto ao presidente da UNE e terminou com a revolta. Diz o saite:

Em fevereiro de 1956, foi a vez dos estudantes: em maio, nas ruas do Rio de Janeiro, eles armaram manifestações contra um aumento no preço das passagens de bonde. Incontroláveis, os protestos se alastraram, criando uma situação inquietante. Já não era um problema estudantil, mas de ordem pública.

Houve pancadaria em frente ao prédio da União Nacional dos Estudantes (UNE), na praia do Flamengo, que fora cercado pelo Exército, e até um parlamentar levou bordoada. A história rendeu furiosos discursos na Câmara dos Deputados e ameaçava inchar perigosamente.
JK [Juscelino Kubitscheck] teve então a idéia de convidar as lideranças estudantis para uma conversa no Palácio do Catete. Recebeu-os com um sorriso e, num lance de grande esperteza, fez questão de que o presidente da UNE, Carlos Veloso de Oliveira, se sentasse na cadeira reservada ao chefe da nação – para que o rapaz, pondo-se no seu lugar, pudesse avaliar as graves responsabilidades da hora. "Carlos, me ajude a salvar o regime", pediu Juscelino.

A rebelião terminou ali, em clima de grande cordialidade.

2 comentários:

H. disse...

Salve,
Ao que me consta, a primeira manifestação registrada contra aumento de tarifas foi no Rio de Janeiro, antes da proclamação da república, sendo denominada "Revolta do Vintém". A fonte é MENDES JR, Antônio. Movimento estudantil no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1981, p. 25.
Creio que esteja incorreta a notícia do saite "Projeto Memória".
Abs.!

foradelugar disse...

salve.
na biblioteca da univille....tem uma Revista de História. um tema é sobre uma revolta com pauta o transporte coletivo.....vou buscar a matéria e copiar...
inté.
maikon k